Antropologia Filosófica

12.00

Autor: Roberto Conceição

Esta obra aborda as condicionantes da acção humana que desfazem a crença na liberdade incondicional do ser humano como nos faziam crer os existencialismos libertários, mas uma existência com compromissos, deveres, laços e crenças. Aborda também a problematização da Paz Perpétua de Kant como percursora da globalização, e as relações entre desejos individuais e do dever, relação entre estados e caminho a tingir pelo ser humano até à maioridade.
Faz um resumo dos mestres do passado como o cartesianismo, o hegelianismo e a teodiceia Cristã desde o dualismo: cidade de deus – cidade terrena; circularidade na história, ou seja, todos os impérios nascem, vivem, entram em queda e morrem de Paulo Osório que coincide com a visão de Heinneman. Aborda também Hegel e a dialéctica do senhor e do escravo.
Faz ainda uma análise do behaviorismo e do cognitivismo e também uma síntese e compreensão de Hussert e Heidegger.
Por fim faz uma análise da sociedade dos nossos dias, como sendo egoísta, vide homo malignus de Jacob, pragmática, acomodada, a sociedade máscara, onde se tem que esconder os problemas e a aparentar felicidade. Sociedade Consumista. Como conclusão apresenta uma ideia nova: uma Economia Simbólica em que os símbolos infinitos permitiram uma maior riqueza dos estados pobres e ricos.

1 em stock

Categoria:

Informação adicional:
Autor: Roberto Conceição
Preço: €12.00
Páginas: 120
Editor: Chiado Editora
ISBN: 978-989-697-117-5
1ª edição: 2011

Informação adicional

Peso 0.200 kg